Agrishow 2024: Governo de SP amplia área do Pavilhão de Produtos Artesanais

Agrishow 2024: Governo de SP amplia área do Pavilhão de Produtos Artesanais

A 29ª edição da Agrishow, em Ribeirão Preto, começa neste domingo (28) cheia de novidades para os produtores rurais do estado de São Paulo. Uma delas é a ampliação do Pavilhão de Produtos Artesanais, que já faz parte do evento há três anos. Para receber os pequenos produtores rurais do Estado, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo realizou uma obra para expandir o espaço e instalar o novo piso. Agora, o pavilhão conta com 1.600 metros quadrados e capacidade para mais de 120 expositores, quase o dobro da edição passada.

Segundo o secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Guilherme Piai, o Pavilhão de Produtos Artesanais valoriza os pequenos produtores rurais paulistas. “Temos trabalhado muito para incentivar os agricultores familiares, que produzem com excelência e muita qualidade”, ressalta Piai.

No estande, expandido em parceria com a iniciativa privada, os visitantes poderão experimentar e adquirir produtos como queijos, mel, cachaças, cafés, vinhos, cervejas, azeites e itens de charcutaria produzidos por agricultores, que integram as rotas gastronômicas do Programa Sabor de São Paulo, da Secretaria de Turismo e Viagens de São Paulo.

SISP Artesanal
São Paulo se tornou o segundo Estado com maior número de estabelecimentos artesanais, e pretende atingir a primeira posição nos próximos meses. Pelo Serviço de Inspeção de São Paulo (SISP), já foram registrados 75 estabelecimentos artesanais, sendo que 40 foram realizados nesta gestão, em apenas nove meses.

“Em menos de um ano, fizemos o que havia sido realizado em 20 anos. Nossos registros mensais hoje já ultrapassam a demanda de estabelecimentos industriais, e pretendemos reestruturar nosso serviço para aumentar ainda mais nossa eficiência. Pretendemos ainda registrar produtos de origem vegetal, como bebidas, azeites, compotas e doces”, destaca Luiz Henrique Barrochelo, médico-veterinário e coordenador da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo (CDA), da Secretaria de Agricultura.

Para o produtor Cassio Medeiros de Carvalho, da Prelúdio Charcutaria, a certificação no SISP oficializa a profissionalização da atividade artesanal, abrindo novas oportunidades de mercado. “Podemos divulgar livremente o nosso trabalho, levando os produtos para outros estabelecimentos como varejo, bares, restaurantes ou feiras livres. O pequeno produtor precisa do Estado ao seu lado como um orientador, viabilizando a nossa participação no mercado. Temos muito orgulho de ter participado deste processo neste momento, que consideramos histórico para o produtor artesanal de São Paulo e para o Brasil”, afirmou.

Para serem considerados artesanais, a produção dos alimentos deve utilizar processos de elaboração, em pequena escala, de produtos comestíveis de origem animal com características tradicionais ou regionais próprias. De acordo com a legislação, somente os estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção de São Paulo (SISP) poderão solicitar selo de identidade e qualidade ARTE.

Agrishow

Mais de 800 marcas nacionais e internacionais apresentam as últimas novidades em tecnologia, inovação e tendências para o agronegócio na 29ª edição da Agrishow, que acontece até o dia 3 de maio, em Ribeirão Preto (SP). Em 520 mil metros quadrados de feira, os expositores investem todos os anos para apresentar aos visitantes as soluções mais modernas para auxiliá-los no dia a dia do campo. São esperadas mais de 195 mil pessoas neste ano.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário