BMW confirma produção do X5 híbrido plug-in no Brasil

BMW confirma produção do X5 híbrido plug-in no Brasil

A BMW confirma a produção de mais um modelo no Brasil, o X5. O SUV será o primeiro veículo premium híbrido plug-in a ser fabricado em toda a América do Sul. Além disso, ele também será o mais potente e caro já feito em solo brasileiro – a versão importada do utilitário grande sai por R$ 731.950 e conta com motores que geram 498 cavalos.

O X5 Plug-in se junta aos irmãos X1, X3, X4 e Série 3 e faz parte do anúncio do aumento da produção da planta de Araquari, em Santa Catarina, em 10%, realizado em dezembro do ano passado. O objetivo da marca é alcançar 11 mil unidades por ano. Com isso, a força de trabalho da marca no Brasil também aumentará em 5%, com mais de 50 funcionários.

“O BMW Group está comprometido com o Brasil, o país líder em vendas para a BMW na América Latina. Em 2023, fomos líderes do segmento premium no Brasil pelo quinto ano consecutivo, com 15.113 unidades vendidas. Agora, vamos subir a barra para continuar moldando o futuro da mobilidade premium, de forma eletrificada”, afirma Reiner Braun, CEO do BMW Group América Latina. 

Atualmente, a planta de Araquari possui uma linha de produção flexível, pronta para produzir modelos híbridos ou elétricos em um curto período, dependendo da demanda do mercado. A fábrica brasileira será a única do grupo em todo o mundo a produzir modelos a combustão interna, híbrido plug-in e flex-fuel.

“O BMW Group está comprometido com a abertura tecnológica. Nesse contexto, os PHEVs são, e continuarão sendo, um elemento importante de nossa oferta tecnológica. E o X5 trará sua tecnologia PHEV de ponta para uma linha de produção na região da América do Sul pela primeira vez”, aponta Michael Nikolaides, head de production network e logística do BMW Group.

A planta de Araquari é a maior de veículos premium na América do Sul, com uma área de 1,5 milhão de metros quadrados e 112.893 metros quadrados de prédios construídos. Ela conta com processos de “montagem de carroceria”, “pintura”, “montagem”, “qualidade e logística”, além de um “centro de análise de materiais” e será a primeira da região a produzir veículos híbridos plug-in.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário