Confederação de Municípios estima R$ 11,4 bilhões em prejuízos com chuvas no RS

Confederação de Municípios estima R$ 11,4 bilhões em prejuízos com chuvas no RS

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) estima que as chuvas no Rio Grande do Sul causaram um prejuízo total de R$ 11,4 bilhões. Desse valor, o setor público sofreu perdas de R$ 2,5 bilhões, o privado de R$ 4,2 bilhões e o habitacional de R$ 4,6 bilhões.

De acordo com a Defesa Civil estadual, mais de 109,7 mil moradias foram danificadas ou destruídas e 476 municípios afetados pela tragédia. No setor habitacional, os prejuízos somam R$ 4,6 bilhões.

A CNM destaca que os dados são parciais, atualizados conforme os gestores municipais preenchem informações no sistema federal. Com isso, os valores sofrem constantes alterações para mais ou menos, conforme as verificações em campo se intensificam.

+ Leia mais notícias de Brasil em Oeste

O governo do Rio Grande do Sul informou que 172 pessoas morreram em decorrência das chuvas no Estado. Há, ainda, 41 desaparecidos e 806 feridos.

Prejuízos da chuva

Com as chuvas, os danos materiais em instalações públicas, como escolas e hospitais, totalizam R$ 431,9 milhões. A infraestrutura urbana, como pontes e sistemas de drenagem, teve prejuízos de R$ 1,7 bilhão. O sistema de transportes sofreu perdas de R$ 136,3 milhões.

Outros setores públicos também foram impactados pelas enchentes: assistência médica emergencial, com R$ 14,7 milhões em prejuízos; esgotamento sanitário, com R$ 21,6 milhões; limpeza urbana e remoção de escombros, com R$ 39,4 milhões. O setor de geração e distribuição de energia elétrica teve perdas de R$ 6,3 milhões.

A agricultura também foi muito afetada pela chuva, com prejuízos de R$ 3,4 bilhões. A pecuária registrou perdas de R$ 293,5 milhões, enquanto a indústria sofreu prejuízos de R$ 267,8 milhões. Comércios locais tiveram perdas de R$ 131,8 milhões e demais serviços R$ 88,4 milhões.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário