Cover de Cazuza é proibido de fazer shows

Cover de Cazuza é proibido de fazer shows

A Justiça do Rio de Janeiro proibiu o artista Valério Damásio de Araújo de continuar se apresentando como cover de Cazuza (1958-1990).

A ação foi movida pela mãe do cantor, Lucinha Araújo. As informações são do colunista Alcelmo Gois, do O Globo.
O artista já tinha perdido em primeira instância, mas continuou se apresentando pelo país. Agora, caso descumpra a decisão, terá de pagar indenização de R$ 5 mil a cada apresentação.

Para se apresentar como Cazuza, que morreu em 1990, Valério precisa de autorização da empresa que cuida da obra do falecido cantor e pagar os royalties pelos shows que faz ao redor do país e até mesmo pelas apresentações publicadas nas redes sociais.

No momento, o Instagram do artista não traz referências explícitas a Cazuza, mas sim ao “poeta Exagerado”. Para se apresentar como Cazuza, é necessário receber autorização da empresa que cuida do cantor e pagar os valores cobrados. Confira abaixo! E mais: Após Janja batizar submarino, Marinha perde verba e 200 funcionários são demitidos. Clique AQUI para ver. (Foto: reprodução vídeo; Fontes: Metrópoles; UOL)

Gostou? Compartilhe!

O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) invadiu nesta segunda-feira (29) a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Alagoas em protesto pela nomeação de Junior Rodrigues do Nascimento como novo superintendente. O ato coordenado por 400 sem-terra ocorre após o primo do presidente da Câmara […]

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário