Ex-“rei das criptomoedas” é condenado a 25 anos de prisão por fraude

O ex-CEO da corretora de criptomoedas FTX, Sam Bankman-Fried, havia sido declarado culpado por um júri em novembro e apenas aguardava sua sentença ser anunciada
O ex-CEO da corretora de criptomoedas FTX, Sam Bankman-Fried, havia sido declarado culpado por um júri em novembro e apenas aguardava sua sentença ser anunciada| Foto: EFE/EPA/JUSTIN LANE

O ex-CEO da corretora de criptomoedas FTX, Sam
Bankman-Fried, foi condenado a 25 anos de prisão por um tribunal de Manhattan
nesta quinta-feira (28).

Em novembro do ano passado, Bankman-Fried, de 32 anos, havia sido declarado culpado por um júri por sete acusações de fraude e lavagem de dinheiro e apenas aguardava sua sentença ser anunciada.

“Ele sabia que era errado”, disse o juiz distrital Lewis
Kaplan antes de proferir a sentença, segundo a agência Reuters. “Ele sabia que
era um crime. Ele lamenta ter feito uma aposta muito ruim sobre a probabilidade
de ser pego. Mas não vai admitir nada, como é seu direito.”

O Ministério Público Federal havia pedido uma pena de prisão
de 40 a 50 anos para Bankman-Fried.

A FTX e suas afiliadas entraram com pedido de falência no
estado americano de Delaware em novembro de 2022, deixando cerca de 1 milhão de
clientes enfrentando perdas totais na casa dos US$ 8 bilhões.

Além disso, os investidores de capital da FTX perderam US$ 1,7 bilhão e os credores do fundo de hedge Alameda Research, fundado por Bankman-Fried, US$ 1,3 bilhão.

Bankman-Fried alegou durante o processo que ocorreram falhas de gerenciamento de risco, mas negou que tenha ocorrido fraude.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário