Governo gasta R$ 70 mil com tapetes para os palácios do Planalto e da Alvorada

Governo gasta R$ 70 mil com tapetes para os palácios do Planalto e da Alvorada

O governo Lula vai gastar pouco mais de R$ 70 mil com tapetes para os palácios do Planalto e da Alvorada, nas cores “mel claro e polar”.

Conforme o Executivo, as novas peças ficarão nas áreas de circulação e de cerimônias do palácio. Uma das unidades chega a custar R$ 19 mil.

Janja
A primeira-dama Janja, durante passeio no Palácio da Alvorada | Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

De acordo com a encomenda, os objetos serão feitos de sisal. “Essa escolha se fundamentou nas vantagens que esse material proporciona para a natureza quando comparado à fibra sintética, pois é biodegradável”, diz trecho do pedido.

O projeto de aquisição dos tapetes, a definição das formas e das cores foram fornecidas pela Diretoria Curatorial dos Palácios Presidenciais da Presidência da República.

Em novembro do ano passado, o governo renovou o enxoval do Alvorada, por quase R$ 90 mil.

A Presidência adquiriu 168 artigos, entre colchas (com fios egípcios), lençóis, fronhas, edredons, cobre-leitos, tapetes e roupões.

O padrão exigido: “Primeira linha, referência Zelo, MMartan, similar ou melhor qualidade”.

Móveis de luxo

genocídio carpas emas - invasão ao palácio da alvorada
Fachada do Palácio da Alvorada | Foto: Flickr/Luis Armando Oyarzum

No início do governo Lula, a gestão comprou móveis de luxo para o Alvorada, por cerca de R$ 200 mil.

À época, o Executivo culpou o ex-presidente Jair Bolsonaro pelo “sumiço” de parte da mobília.

Os objetos desaparecidos, contudo, estavam armazenados em galpões no próprio palácio.

Leia também: “O consórcio levou uma surra”, reportagem publicada na Edição 219 da Revista Oeste


A coluna No Ponto analisa e traz informações diárias sobre tudo o que acontece nos bastidores do poder no Brasil e que podem influenciar nos rumos da política e da economia. Para envio de sugestões de pautas e reportagens, entre em contato com a nossa equipe pelo e-mail [email protected].

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário