Governo Lula exonera primo de Arthur Lira de cargo no Incra de Alagoas

Governo Lula exonera primo de Arthur Lira de cargo no Incra de Alagoas

O Governo Lula (PT) destituiu hoje (16) Wilson César de Lira Santos, primo de Arthur Lira (PP-AL), do cargo de Superintendente Regional do Incra de Alagoas. A exoneração ocorre após uma série de embates entre o governo petista e o presidente da Câmara.

A decisão foi oficializada por meio de portaria nesta manhã (16). O documento foi assinado pelo presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, César Fernando Schiavon Aldrighi.

Lira ocupava o cargo no Incra desde 2017. Antes disso, ele desempenhou funções em secretarias de Maceió e no município de Coruripe (AL), conforme consta em seu currículo público. Sua nomeação ocorreu durante o governo Temer e foi mantida durante todo o governo Bolsonaro, estendendo-se até o primeiro ano da gestão de Lula.

O MST já havia solicitado o afastamento de Wilson. Em nota divulgada em março de 2023, o movimento classificou o então superintendente como “ligado ao agronegócio e ao bolsonarismo”.

Troca de farpas
O presidente da Câmara chamou Padilha de “incompetente”. Lira fez declarações sobre o ministro das Relações Institucionais na quinta-feira (11), acusando o governo de tentar instigar instabilidade com notícias sobre a manutenção da prisão de Chiquinho Brazão. Clique AQUI para ver.

O ministro respondeu, e o Partido dos Trabalhadores criticou duramente Lira. Em contrapartida, Padilha afirmou que não entraria “nessa baixaria” e ressaltou que não guardava ressentimentos contra Lira. O PT, por sua vez, argumentou que o deputado comprometeu “a liturgia do cargo de presidente da Câmara Federal”.

Já “combinado” (?)
O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, disse à CNN, na manhã desta terça-feira (16), que a exoneração de Wilson Cesar de Lira Santos, primo de Lira (PP-AL), foi ‘combinada’ com o presidente da Câmara.

“Eu combinei com o Artur Lira”, disse Teixeira à CNN. Procurado, Lira não se manifestou. Mais cedo, a assessoria do Ministério do Desenvolvimento Agrário, a quem o Incra é subordinado, informou à CNN que se trata de uma troca normal de um cargo de confiança que já estava prevista e não tem relação com o embate entre Lira e Padilha.

A exoneração do prime de Lira também ocorre no momento em que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) deflagra o Abril Vermelho, onda de ações para pressionar o governo pela reforma agrária. Até a noite desta segunda-feira (15), o grupo contabilizava 24 invasões de terras. E mais: Membro do MST reclama que não conseguiu invadir fazenda em SP: “surpreendidos com várias viaturas”. Clique AQUI para ver. (Foto: Agência Câmara; Fontes: UOL; CNN)

Gostou? Compartilhe!

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário