Irã oferece bolsas a estudantes expulsos dos EUA e da Europa por protestos anti-Israel

Irã oferece bolsas a estudantes expulsos dos EUA e da Europa por protestos anti-Israel

A Universidade de Shiraz, no Irã, ofereceu bolsas de estudos a alunos da Europa e dos Estados Unidos expulsos durante os protestos anti-Israel. Segundo o presidente da instituição, Mohammad Moazzeni, professores expulsos ou ameaçados de expulsão também terão direito ao benefício.

+ Leia mais notícias de Mundo em Oeste

“Alunos e até professores que foram expulsos ou ameaçados de expulsão podem continuar os seus estudos na Universidade de Shiraz, e penso que outras universidades em Shiraz, bem como na Província de Fars, também estão preparadas para receber [esses alunos e professores]”, disse Moazzeni, durante uma reunião de estudantes e professores em apoio aos manifestantes anti-Israel, segundo o canal estatal Press TV.

Leia também: “Polícia retina manifestantes da Universidade Columbia”

Shiraz é uma importante cidade localizada no sul do Irã e capital da Província de Fars.

Manifestações anti-Israel nos EUA e na Europa

Alunos de mais de 40 universidades dos Estados Unidos formaram acampamentos com posição contrária a Israel, conforme informações do The New York Times. Os protestos anti-Israel organizados por estudantes ocorrem em pelo menos 18 Estados e no Distrito de Washington. 

Leia também: “Antissemitismo: manifestantes anti-Israel tomam as ruas de Nova York

Entre as instituições afetadas estão Harvard, Princeton, Brown, Columbia, Yale, Cornell e Universidade da Pensilvânia, todas integrantes da Ivy League, grupo das principais universidades dos EUA.

Na Europa, estudantes anti-Israel também realizam protestos contra o conflito na Faixa de Gaza. O movimento começou no fim de abril na universidade Sciences Po Paris, na França.

Leia também: “Câmara dos EUA aprova projeto de lei contra antissemitismo”

Os manifestantes pedem o fim do conflito na Faixa de Gaza e o desligamento financeiro e acadêmico das universidades de entidades e empresas associadas ao governo de Israel.

Vândalo pró-Hamas

Um manifestante da Universidade Stanford foi visto com bandanas do Hamas, uma faixa verde semelhante às usadas pelos terroristas do grupo.

O vândalo, não identificado, estava sentado em uma mesa no campus, mexendo no telefone e com o rosto coberto, segundo o NYP.

“Recebemos muitas expressões de preocupação sobre uma foto que circula nas redes sociais de um indivíduo no White Plaza que parecia estar usando uma faixa verde semelhante às usadas por membros do Hamas”, disse a escola em comunicado.


source
Siga o canal Conexão Libertas no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029Va60fTpHQbS8xzf9zq1M

Siga o canal Conexão Libertas no Telegram:

https://t.me/conexaolibertas


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário