Jornalista português chega ao Brasil e, desta vez, não é barrado pela PF

Jornalista português chega ao Brasil e, desta vez, não é barrado pela PF

O jornalista português Sérgio Tavares desembarcou no sábado (20.abr.2024) no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, para participar da manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, a ser realizada neste domingo (21) na praia de Copacabana.

Em um vídeo publicado no ex-Twitter, Tavares afirmou que, dessa vez, não teve seu passaporte retido nem enfrentou qualquer dificuldade para entrar no país. Segundo ele, o episódio anterior, em que precisou dar esclarecimentos à Polícia Federal, foi “pura perseguição”.

“O meu passaporte, dessa vez, não ficou retido. A Polícia Federal não me levou para ser interrogado”, disse o jornalista. De acordo com Tavares, isso “prova que o que aconteceu a 25 de fevereiro, a questão do visto, era completamente falsa”.

“Foi pura perseguição por estarem a monitorar as minhas redes sociais e para me quererem intimidar, para me quererem silenciar. Mas correu-lhes mal porque só me deram ainda mais voz. E a prova disso é que estou aqui no Rio de Janeiro”, completou.

Em 25 de fevereiro, quando desembarcou no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para participar de um ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista, o jornalista ficou detido por 4 horas no aeroporto. Segundo Tavares, ele foi “tratado como um criminoso” pela PF sob o “falso pretexto de não ter visto” de trabalho temporário. Cidadãos europeus que fiquem até 90 dias no Brasil são isentos do documento. Veja abaixo!

 

Gostou? Compartilhe!


source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário