Lula processa jornalista Luís Ernesto Lacombe, mas tem primeira derrota

Lula processa jornalista Luís Ernesto Lacombe, mas tem primeira derrota

Lula (PT) entrou com uma ação na última sexta-feira (5) contra o jornalista conservador Luís Ernesto Lacombe, por conta de um vídeo opinitativo sobre o petista. Lula queria, de início, a remoção do conteúdo com urgência, o que não foi concedido. O processo segue tramitando. A informação foi publicada neste sábado (6) pela Rádio Itatiaia.

Lacombe produz conteúdos para a Gazeta do Povo e para seu próprio canal no Youtube. O vídeo em questão foi publicado em 3 de novembro de 2023.

Em novembro do ano passado, Lacombe publicou um vídeo em que declarou que “Lula não é exatamente burro, ainda que pareça. O sentido que lhe cabe da palavra besta é o ligado ao demônio, ao diabo, ao capeta, ao tinhoso. Talvez não sirva mesmo a ele a expressão besta-quadrada, que já quase não se usa. O que surge é uma expressão que deveria ser adotada imediatamente e incansavelmente. Lula é uma besta ao quadrado”.

O jornalista disse também que: “Lula precisa do seu dinheiro, caro pagador de impostos para fingir que salva você. A ideia é quebrar tudo, manter a escravidão, o que desaba sobre nós e desabará com mais força ainda a partir do ano que vem, não é o resultado de uma boa intenção equivocada de fórmulas furadas que aplicadas uma centena de vezes, a besta ao quadrado acredita que, de repente, num passe de mágica passarão a funcionar, passarão a resolver tudo.”

O juiz Ernane Fidelis Filho, da 11ª Vara Cível de Brasília já apreciou a petição impetrada pela defesa do petista, que reivindicava a remoção imediata do vídeo. O magistrado negou o pedido do presidente, via tutela de urgência, por entender que:

“A utilização retórica da figura do demônio — encarnação do mal — não está desligada do contexto da crítica que fez à política do autor. Se não tivesse menção alguma ao que foi ressaltado acima, se estivesse chamando o autor de Lúcifer, Besta ao Quadrado — no sentido de maldade elevado ao quadrado — Satanás, imputando-lhe atos diabólicos, sem referência à política por ele adotada, que é exacerbadamente criticada — como algo mal, e daí a ligação com a sua encarnação — poderia haver, efetivamente, uma lesão à honra”.

O magistrado prosseguiu: “Em suma: se aparecesse o jornalista dizendo simplesmente ‘Lula é Lúcifer’, ‘Lula é a Besta e não só a Besta, mas a Besta ao Quadrado’, ‘Lula é o Tinhoso’, ‘Lula é o Capeta’, ‘Lula pratica atos diabólicos’, sem nenhuma referência à sua política, poderia ser cabível admitir a ocorrência de danos a honra do autor de modo que se poderia adotar uma medida de remoção do ilícito.”

O juiz explica que “não parece que mais alguns dias de disponibilidade do vídeo implicará em maior menoscabo ao direito afirmado”.

Na decisão, Fidelis Filho comenta ainda: “De resto, todos somos bem educados para sabermos que a proteção aos direitos da personalidade das pessoas públicas — e quem ocupa a Presidência da República fica exposto a maior publicidade de todas — sofre uma mitigação, pois faz parte da própria exposição — e, mais, da função — receber toda sorte de críticas pesadas. É um ônus de quem se submete ao escrutínio público e de quem está aí no jogo pesado da grande política, como, aliás, melhor do que ninguém sabe o experiente autor.”

Ao indeferir o pedido de tutela de urgência, o juiz intimou a defesa de Lacombe para manifestação em até 15 dias. Clique AQUI para assistir, no Youtube, o vídeo em questão. (Foto: reprodução vídeo; Fonte: Itatiaia, Pleno News, Revista Fórum)

Gostou? Compartilhe!

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário