MPF arquiva inquérito contra Carlos Bolsonaro por suposta ofensa ao diretor da PF

MPF arquiva inquérito contra Carlos Bolsonaro por suposta ofensa ao diretor da PF

O Ministério Público Federal arquivou um inquérito contra o vereador Carlos Bolsonaro (PL-RJ) por suposta ofensa ao diretor-geral da Polícia Federal (PF), Andrei Rodrigues.

A ação era referente a uma postagem que o parlamentar fez na rede social X, antes conhecida como Twitter onde escreveu “o seu guarda diretor aqui enxerga com outros olhos”.

A frase compartilhada em agosto do ano passado foi divulgada acompanhada de um texto referindo-se ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), mencionando: “Nenhuma busca e apreensão, nenhum inquérito, nenhum perfil bloqueado, nenhuma reportagem condenatória, número de pessoas detidas: zero”.

Em depoimento à PF em janeiro deste ano, Carlos Bolsonaro afirmou que a publicação dele era uma expressão de indignação geral e não tinha como alvo nenhuma autoridade específica.

O vereador negou ter a intenção de ofender Andrei Rodrigues e disse que queria apenas expressar sua frustração com os eventos mencionados por outra pessoa.

Na decisão que inocentou Carlos, os procuradores classificaram como não difamatória e sem intenção de depreciar o diretor da PF, as postagens do vereador.

 

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário