Nikolas Ferreira quer derrubar sigilo imposto pelo governo Lula sobre fugas em presídios

Nikolas Ferreira quer derrubar sigilo imposto pelo governo Lula sobre fugas em presídios

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) protocolou uma ação popular contra o Ministério da Justiça e Segurança Pública em decorrência do sigilo imposto a dados e estatísticas sobre fuga de presos das penitenciárias brasileiras. A medida foi apresentada na Câmara dos Deputados. 

“A nossa ação popular visa anular o sigilo de todos os dados de presos que fugiram de prisões aqui no Brasil”, afirmou Nikolas Ferreira. “Pelo que me parece, há uma dificuldade de atuação por parte do governo e há algo acontecendo. Essa é uma atitude que não gera transparência, muito pelo contrário.”

+ Leia mais sobre Política em Oeste

Para Nikolas Ferreira, o sigilo imposto pelo ministro Ricardo Lewandowski gera “muito mais nebulosidade” e passa a “impressão de que o governo Lula quer esconder algo” da população.

“A administração do governo Lula quanto aos presídios tem sido desastrosa. Pela primeira vez nós vemos presidiários se evadindo de uma prisão de segurança máxima. Isso é histórico”, declarou o presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

O parlamentar quer que seja aberto o sigilo sobre os dados “para que possamos saber o que está acontecendo com a segurança no nosso país.” Afirmou que não se pode fechar os olhos para fugas que “nunca aconteceram na história do país até o momento.”

Leia também: “Pesquisadora denuncia ‘milícia digital’ criada por Janja, e Nikolas quer explicações”

Nas redes sociais, Nikolas Ferreira também anunciou ter protocolado a ação popular depois de tomar conhecimento de que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva tinha “colocado sob sigilo os dados e estatísticas da fuga de presos das penitenciárias brasileiras.”

Destacou que o sigilo foi colocado “aos dados e estatísticas da fuga de presos das penitenciárias brasileiras após os fatídicos episódios de fuga de 04 detentos de estabelecimentos de segurança máxima. Tais informações são de interesse público e a sociedade não pode ser privada disso.”


source
Siga o canal Conexão Libertas no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029Va60fTpHQbS8xzf9zq1M

Siga o canal Conexão Libertas no Telegram:

https://t.me/conexaolibertas


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário