Plataforma Rumble é intimada por comissão dos EUA a entregar decisões de Moraes

Plataforma Rumble é intimada por comissão dos EUA a entregar decisões de Moraes

O Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos (EUA) intimou a rede social Rumble para entregar as solicitações do Supremo Tribunal Federal (STF) à plataforma para reformulação de conteúdo ou restringir contas no Brasil.

“A Rumble recebeu uma intimação do Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes dos EUA como parte de uma investigação sobre os esforços para censurar o discurso online. Cumpriremos a intimação, que solicita informações sobre ordens do Supremo Tribunal Federal”, informou a conta oficial da rede social no X, antigo Twitter, nessa quarta-feira (24/5).

 

A Rumble é uma plataforma de compartilhamento de vídeos semelhante e concorrente do Youtube. A empresa deixou de atuar no Brasil acusando decisões da Justiça brasileira. Quem acessa o portal atualmente encontra a seguinte informação:

“Devido às exigências do governo brasileiro para remover criadores de nossa plataforma, o Rumble está atualmente indisponível no Brasil. Estamos a desafiar estas exigências do governo e esperamos restaurar o acesso em breve”. Clique AQUI para ver.

O colegiado norte-americano investiga denúncias de “censura” nas redes sociais no Brasil. A investigação começou depois que o bilionário Elon Musk, dono do X, acusou o ministro Alexandre de Moraes, do STF, de ser um “ditador”. O presidente do Comitê é o republicano Jim Jordan, opositor do governo de Joe Biden.

As alegações de Musk ganharam repercussão nos Estados Unidos e no Brasil, com apoio da oposição ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tem condenado em diferentes momentos as ações do ministro do Supremo.

O comitê norte-americano apresentou, na última semana, um relatório com críticas aos ofícios enviados às plataformas de mídia digital para cumprimento de decisões do ministro Alexandre de Moraes.

O STF, por sua vez, informou que todas as decisões tomadas pela Corte são fundamentadas, como prevê a Constituição Federal, e destaca que todos os envolvidos nas investigações têm acesso às determinações dos ministros. E mais: Senador Romário (PL-RJ) realiza 1º treino pelo América-RJ em retorno ao futebol. Clique AQUI para ver. (Foto: reprodução redes sociais; Fonte: Metrópoles)

Gostou? Compartilhe!


source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário