Presidente da OAB ouve ‘Fora, Xandão’ e diz: ‘Vamos chegar lá’

Presidente da OAB ouve ‘Fora, Xandão’ e diz: ‘Vamos chegar lá’

O Presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti reagiu de forma afirmativa e automática ao ouvir um grito de “Fora, Xandão” durante discurso que fazia em Mato Grosso do Sul. Após risos da plateia, Simonetti respondeu: “Nós vamos chegar lá”. 

O episódio ocorreu nesta quarta-feira (10), na 4º Conferência Nacional da Jovem Advocacia. Ao discursar, o presidente da OAB anunciou que vai trabalhar para aprovar proposta de emenda à Constituição (PEC) a fim de garantir aos advogados o direito de fazer sustentação oral nos tribunais. 

O assunto entrou em pauta após o ministro Alexandre de Moraes negar sustentação oral a advogados no Supremo Tribunal Federal (STF) durante agravos regimentais. Sem citar o nome do ministro, Simonetti fez um discurso inflamado afirmando que “o diálogo não foi capaz de resolver” a questão. 

“Apresentaremos uma PEC para que acabe a discussão se o que vale mais é o regimento de um tribunal ou o Estatuto da Advocacia, que é regido por uma lei federal, e é onde estão descritos todos os nossos direitos. O direito de que nós possamos, da tribuna sagrada, representar o povo brasileiro, retirando suas angústias, desfazendo as injustiças perpetradas contra o cidadão do Brasil.”

Um espectador, então, grita: “Fora, Xandão!”. Após risos do público, Simonetti reage: “Nós vamos chegar lá”. Surpresa com a resposta, a plateia se dividiu entre risos e aplausos.

 

Confundiu?


Para a OAB, a sustentação oral é uma prerrogativa dos advogados, uma vez que há lei federal nesse sentido. Já o ministro Alexandre de Moraes afirma que o regimento interno do STF veda sustentação oral em agravos regimentais.

Na semana passada, a discussão entre Moraes e o renomado advogado Alberto Toron repercutiu no meio jurídico. Simonetti se manifestou a afirmação de que “vamos chegar lá” dizendo ter ouvido uma manifestação diferente vinda da plateia.

“Não sou de lacrar e querem dizer o que nunca falei. Uma pessoa na plateia, no MS, gritou ‘fora Xandão”. Ouvi falar do ‘Xandão’. Auditório cheio e o ‘vamos chegar lá’, pra mim, era falar do STF. Qualquer coisa fora disso é fantasia”, disse o presidente da OAB.

Simonetti disse ter tomado conhecimento do equívoco depois da conferência. “Eu entendi, no meio daquela gritaria, que ele tinha falado ‘fala do Xandão!’, imaginando a cobrança que sempre me fazem que eu nunca o nomino. E de fato eu respondi: ‘Chegaremos lá!’, me referindo à evolução do discurso, pois eu estava exatamente me insurgindo contra a posição do supremo de negar o direito de sustentação oral à advocacia. Como de fato falei”, lembrou.

“Ao final do evento, essa pessoa veio falar comigo e disse: Você viu que fui eu que gritei o ‘fora Xandão!’? Só aí então que entendi que eu havia compreendido errado, e esclareci que jamais teria dado essa resposta se tivesse entendido o que ele bradará. Eu não sou irresponsável para anuir com algo dessa natureza. Ainda mais quando eu estava esclarecendo exatamente a responsabilidade do presidente da OAB quando fala de uma tribuna”, disse Simonetti.

 

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário