Prestação de contas: Oeste arrecadou R$ 5,3 mi e transferiu R$ 4,6 mi a 37 instituições que ajudam vítimas das enchentes no RS

Prestação de contas: Oeste arrecadou R$ 5,3 mi e transferiu R$ 4,6 mi a 37 instituições que ajudam vítimas das enchentes no RS

A campanha de Oeste para ajudar as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul arrecadou R$ 5,3 milhões em doações. Até o momento, R$ 4,6 milhões foram destinados a 37 instituições idôneas. O Estado sofre com chuvas intensas, que já deixaram 147 mortos, 127 desaparecidos e mais de 2 milhões de moradores de 450 municípios afetados. 

Ao todo, a campanha para ajudar o Rio Grande do Sul durou uma semana. Teve início no fim da tarde da segunda-feira 6 e foi encerrada nesta segunda-feira, 13. Houve prestação de contas diariamente aos leitores, em relação aos valores arrecadados e quanto às instituições que receberam as doações.

Nos dias 7 e 8 de maio, foram realizadas doações que totalizaram R$ R$ 2,4 milhões para entidades e organizações que ajudam as vítimas da catástrofe no Rio Grande do Sul.

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste

A Faz Capital recebeu duas doações, que, juntas, chegaram a R$ 800 mil. A instituição tornou-se uma espécie de logística, concentrando e distribuindo alimentos, água, itens de higiene pessoal e remédios às vítimas.

A Rompendo Mais Fronteiras, comandada por Adriana Villas Boas, filha do general Villas Boas, foi beneficiada em R$ 300 mil. Trata-se de uma instituição sem fins lucrativos, com voluntários que estão distribuindo alimentos para as vítimas e comprando baterias para jet skis para que os resgates continuem.

A Banco de Alimentos, organização da sociedade civil de interesse público criada no ano 2000 e que está distribuindo alimentos e marmitas, recebeu R$ 300 mil de Oeste.

O Instituto Cultural Floresta recebeu duas doações, uma de R$ 150 mil e outra de R$ 100 mil, totalizando o montante de R$ 250 mil. Voluntários compraram água e alimento para as vítimas, além de antenas da Starlink para restabelecer a internet nas áreas afetadas. 

Leia mais sobre a tragédia no RS:

A Universidade Luterana do Brasil abriga as pessoas que perderam suas casas. O montante doado no valor de R$ 150 mil foi destinado à compra de itens de higiene, além de fraldas e alimentos. 

A Rede Marista também oferece abrigo e fonte de arrecadação para distribuir alimentos, cozinhar, abrigar materiais e roupas. A instituição também inclui um hospital que serve como ponto de coleta. Recebeu R$ 150 mil. 

O professor de história do Brasil Thomas Giulliano foi beneficiado com R$ 150 mil. O docente coordena doações diretas de itens de primeira necessidade em 21 municípios do Rio Grande do Sul. 


Duas entidades que fazem o resgate e a alimentação dos animais salvos das enchentes receberam R$ 50 mil cada. São a Causa Animal e a Guia Pet Friendly.

O Hospital São Lucas de Porto Alegre, que virou um abrigo para as vítimas, recebeu R$ 100 mil. Já a Atos Church Igreja, que virou um alojamento, destinou os R$ 100 mil recebidos para alimentos e itens de primeira necessidade.

Doações ao Rio Grande do Sul, no dia 9 de maio

Em 9 de maio, nove instituições foram beneficiadas com R$ 1,2 milhão. A Associação Aliadas, que recebeu R$ 200 mil, abriga mulheres e crianças afetadas no Rio Grande do Sul. Também oferece fraldas, alimentação, água e produtos de primeira necessidade.

A Igreja Embaixada da Fé, que recebeu R$ 100 mil, está no município de São Jerônimo (RS) para ajudar em resgates e na distribuição de alimentos e água para os atingidos pelas enchentes. A organização internacional Mayday Brasil também recebeu R$ 100 mil. Voluntários da instituição atuam no resgate das vítimas das enchentes.

Leia também: “Número de municípios atingidos pelas enchentes sobe para 450 no Rio Grande do Sul”

O Centro Cultural Porto Belo recebe doações de materiais de primeira necessidade, mas também de água, fraldas, produtos de higiene e limpeza e itens de cozinha. Recebeu R$ 100 mil para seguir as doações. A Rede Marista foi beneficiada novamente neste dia com R$ 100 mil.

Outras instituições que atuam para auxiliar as vítimas das tragédias em 9 de maio foram: Associação Comercial de Porto Alegre (R$ 100 mil); Governador do Rotary Distrito 4700 (R$ 100 mil); Nichelle Aloma da Silva Lopes (R$ 100 mil); e Maikol Carmelitas Mosteiro Nossa Senhora de Porto Alegre (R$ 100 mil).

Doações nos dias 10 e 13 maio

Nos dias 10 e 13 de maio, foram feitas as últimas doações para instituições no Rio Grande do Sul, nos valores de R$ 600 mil e R$ 446,100 mil, respectivamente. 

Em 10 de maio, foi enviado R$ 100 mil para o Instituto de Caridade Santa Gianna, o qual dá apoio emergencial às vítimas da tragédia, desde alimentos até assistência com roupas e outros itens essenciais.

Também houve doação de R$ 100 mil para Abrigo para Mulheres e Crianças em Alvorada, que oferece alojamento exclusivo para mulheres e crianças. O Instituto Cultural Ipê Amarelo Vale do Taquari, que atua no município que foi um dos mais afetados no Estado, recebeu R$ 50 mil.

Leia também: “Funcionários de empresa de investimentos se juntam para ajudar vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul”

Neste dia, ainda foram beneficidadas as seguintes instituições e entidades: Igreja Ministério Palavra Pura (R$ 100 mil); Fernanda Scalabrin (R$ 50 mil); Noa Danucalov (R$ 50 mil); Seminário Menor São José (R$ 50 mil); Igreja Nossa Senhora dos Navegantes Mitra Diocesana de Cachoeira do Sul (R$ 50 mil); e Jackson Abrigo Cozinha (R$ 50 mil). 

No dia 13 foram feitas doações para duas entidades voltadas para o acolhimento de mulheres no Rio Grande do Sul. O Abrigo Mulheres Voluntárias e o Abrigo Mulheres e Crianças com Necessidades Especiais receberam R$ 50 mil cada um. Também foi feita uma doação para a Herval Colchões no valor de R$ 96,1 mil para a compra de colchões para as vítimas

Outras entidades beneficiadas foram Igreja da Confissão Luterana (R$ 50 mil); Assembleia de Deus de Cachoeirinha (R$ 50 mil); Igreja Brasa Church (R$ 50 mil); Igreja Batista Lagoinha Canoas Hope (R$ 50 mil); e Vida Nova Casa Lar (R$ 50 mil).

Drone mostra uma rodovia em área alagada em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul -13/5/2024 | Foto: Adriano Machado/Reuters
Drone mostra uma rodovia em área alagada em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul -13/5/2024 | Foto: Adriano Machado/Reuters
Voluntários da empresa de investimentos Faz Capital, durante uma triagem de doações em Porto Alegre - RS
Grupo possui setores específicos para aquisição de doações e logística de entregas | Foto: Vídeo/Tauany Cattan/Revista Oeste
guaíba transbordou em porto alegre
O nível Lago Guaíba está acima dos 5 metros | Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Grupo de voluntários de André Beretta durante uma ida ao supemercado
Voluntários da equipe de André Beretta durante uma ida ao supermercado | Foto: Reprodução/Instagram/@nicolefreya_
Chuvas elevam o nível das águas do Guaíba
Áreas de lazer na orla do Guaíba, em Porto Alegre, foram invadidas pelas águas | Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Morador Lajeado RS
Na quinta-feira, 9, ao revisitar sua casa após as águas baixarem, Milton Alves da Silva se deparou com a destruição total: ‘Vou ter que abandonar a casa onde eu casei e criei três filhos meus, quatro filhos da minha esposa’, disse |Foto: Reprodução/Vídeo/@presençasilva
Imagem aérea das inundações do Rio Grande do Sul, feitas durante sobrevoo de Lula em 05 de maio enchente fake news
Foto: Ricardo Stuckert / PR
Presos Rio Grande do Sul
Estados como Paraná, Santa Catarina e São Paulo estão ajudando as forças de segurança gaúchas, tanto nos resgates quanto no policiamento das áreas e abrigos afetados | Foto: Reprodução/@blogdobg
Militares Rio Grande do Sul
No vídeo, é possível ver um barqueiro perguntando há quanto tempo eles estão naquela situação, mas os soldados não respondem. | Foto: Reprodução/Redes sociais
Casas destruídas em Lajeado (RS)
Casas destruídas em Lajeado (RS) | Foto: Reprodução/Redes sociais

source
Siga o canal Conexão Libertas no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029Va60fTpHQbS8xzf9zq1M

Siga o canal Conexão Libertas no Telegram:

https://t.me/conexaolibertas


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário