Prioridades

Prioridades

Os preceitos da administração são ótimos. Todos. É sério, nada que se enquadre nas “boas práticas de gestão”, nenhuma ferramenta criada por todo e qualquer teórico, nenhuma solução, conceito ou ideia nesse ambiente pode ser considerado ruim, danoso. E essas ideias são extremamente abundantes, numerosas e surgem novidades a cada dia. Aqui tem origem um problema: diante de tantas ações recomendadas, tantos conceitos e técnicas a implantar, por onde é mesmo que eu devo começar? Saber definir uma ordem de prioridades é igualmente difícil e importante.

Presenciei situações onde as empresas já haviam perdido completamente sua sustentação financeira, mas o principal sócio continuava obstinado com a implantação de conceitos e práticas de menor importância. Em um caso, tratava-se da conclusão de pequenos detalhes na implantação de um software ERP. Num outro, o foco era o preenchimento diário de planilhas sem fim – para controles ineficientes, o que é ainda pior. Mas, mesmo que o software ou planilhas viessem a funcionar bem, não estava ali a real necessidade de atenção no momento. Com as contas em desequilíbrio, ameaçando a própria sobrevivência, a energia deveria ser canalizada para as maiores urgências.

Provavelmente você já passou pela sensação de euforia, ao sair de uma palestra motivacional, de um seminário, ou qualquer outra apresentação feita por profissional focado em determinado assunto. Pode ter sido sobre gestão financeira, ou abordagens comerciais, marketing, relacionamento com o cliente…

O fato é que saímos dessas experiências com a cabeça arejada, cheios de novas ideias, e convencidos de que amanhã – sim, tem que ser de imediato – vamos implantar em nossa empresa tudo o que aprendemos no seminário de hoje. Geralmente, “amanhã” convocamos uma reunião de equipe, replicamos o conhecimento e queremos ver logo aquilo colocado em prática.

A propósito, aqui vai outro preceito ótimo e muito correto: o aprimoramento profissional. Eu também concordo que todo mundo deveria buscar uma experiência assim, uma vez por semana. Estudar, adquirir novos conhecimentos, novos pontos de vista, trocar experiências, tudo o que alimenta a inquietude necessária ao empreendedor.

Tudo isso é muito saudável, como já constatamos no início desse tópico. A questão é saber absorver as inúmeras ideias de variados estudiosos do assunto, eleger aquelas que realmente são necessárias à sua empresa, naquele momento, e estabelecer a prioridade a ser dada a cada uma, de maneira racional, exequível e produtiva.

Na prática:

– Esteja atento para aquilo que é realmente fundamental a cada momento.

– Não queira resolver todas as questões, sobre todos os assuntos, ao mesmo tempo.

– Aprenda a conviver com algumas inadequações, por algum período. Elas sempre estarão presentes de alguma maneira, e resolvê-las, uma a uma, o manterá ativo em sua jornada.

– Busque constantemente seu aprimoramento, amplie a sua visão, adquira conhecimentos novos. Mas lembre-se de dar a prioridade adequada ao aplicar tudo o que você aprendeu.


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

2 comentários em “Prioridades

Deixe um comentário