PT censura repúdio ao filho agressor de Lula na ‘Comissão de Defesa da Mulher’

PT censura repúdio ao filho agressor de Lula na ‘Comissão de Defesa da Mulher’

A deputada petista Ana Pimentel, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara, retirou da pauta do colegiado uma moção de repúdio contra Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula, denunciado por espancar a ex-mulher, médica Natália Schincariol.

A moção foi protocolada na comissão na semana passada pela deputada Silvia Waiãpi (PL-AP), mas a parlamentar filiada ao PT mostrou indídios de que eram apenas hipocrisia suas lacrações sobre violência contra a mulher.

Ao silenciar o microfone da parlamentar, integrante da comissão, a petista censurou uma colega que tenta discutir a agressão denunciada à Polícia Civil de São Paulo pela própria vítima, em boletim de ocorrência.

“Eu sou uma mulher do norte, indígena e tenho direito a fala”, disse Silvia Waiãpi (PL-AP) duas vezes, após ter seu microfone silenciado, portanto, censurado, na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara.

Além de ser silenciada, a parlamentar teve sua moção de repúdio não pautada na Comissão, sendo que Waiãpi deu entrada ao pedido na semana passada, quando as notícias da agressão foram veiculadas pela imprensa, e mesmo assim não foi pautada pela presidente da Comissão, Ana Pimentel, que é do PT. 

“Seletividade de agressores. É isso que nós vemos”, critica a deputada.

 

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário