Rádios e TVs de universidades federais vão levar ‘verdade’ às eleições, diz reitora da UnB

Rádios e TVs de universidades federais vão levar ‘verdade’ às eleições, diz reitora da UnB

Márcia Abrahão acredita que os veículos geridos pela administração pública são ‘fundamentais’ para o país

A presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e reitora da Universidade de Brasília (UNB), Márcia Abrahão, declarou que as rádios e TVs de universidades federais irão trazer “verdade” para as eleições municipais.

A afirmação foi feita durante o encontro do presidente Luiz Inácio da Silva com reitores de universidades e institutos da administração pública, que aconteceu na manhã de segunda-feira, 10.

Segundo Márcia, as instituições federais estão ampliando seus meios de comunicação. A ação vem sendo executada em colaboração com o governo federal desde 2023, época em que Lula reassumiu o poder.

“O início da operação destes canais será fundamental para o país”, disse a reitora da UnB, em pronunciamento. “E ainda este ano, certamente serão essenciais para levar a verdade nas eleições municipais.”

Em outubro de 2023, a expansão da “Rede Nacional de Comunicação Pública” (RNCP), sob a coordenação da “Empresa Brasil de Comunicação” (EBC), e da comunicação universitária no Brasil foi anunciada pelo governo federal. A EBC, a Andifes e 32 instituições de ensino superior federais assinaram acordos de cooperação para a operação de 72 novas emissoras de rádio e TV.

No momento, as instituições de ensino superior administram mais de 50 estações, a maioria delas fazendo parte da RNCP, que possui 109 emissoras de rádio e TV em todo o país. O governo Lula projeta que, com o potencial de cem novas estações, haverá a possibilidade de quase triplicar a quantidade de emissoras gerenciadas por universidades federais, além de mais que duplicar a rede pública de rádio e incrementar consideravelmente a de televisão.

Na época, a reitora da UnB afirmou que a expansão contribuiria para o combate à “disseminação de conteúdo falso”.

“Nós prontamente aderimos ao chamamento, porque sabemos da importância de levar comunicação de qualidade com informações verdadeiras”, disse Márcia. “Vivemos num mundo em que uma informação de qualidade é fundamental. Precisamos continuar combatendo as notícias falsas.”

Lula Exige o Término da Greve nas Universidades Federais

Nesta segunda-feira, Lula pediu o término da paralisação nas instituições federais, além de anunciar um investimento bilionário em projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) voltados para a educação superior.

“Não há muita razão para a greve na educação estar durando o tempo que está durando”, disse Lula, durante a reunião com os reitores.

Serão alocados um total de R$ 5,5 bilhões. As universidades federais serão beneficiadas com R$ 3,77 bilhões, enquanto os hospitais federais receberão R$ 1,75 bilhão.

Na cerimônia, Camilo Santana, o ministro da Educação, também declarou um adicional de R$ 400 milhões para custos operacionais, com R$ 279,2 milhões destinados para universidades e R$ 120,7 milhões para institutos federais.

O orçamento destinado às universidades em 2024 será de R$ 6,38 bilhões e para os institutos federais será de R$ 2,72 bilhões, conforme afirmado pelo ministro. As informações são da Revista Oeste.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário