Se o Brasil não enfrentar o crime, vai virar uma Venezuela, Colômbia ou Bolívia, diz Caiado

Se o Brasil não enfrentar o crime, vai virar uma Venezuela, Colômbia ou Bolívia, diz Caiado

O governador de Goiás criticou quem fica “apenas na teoria” na discussão da segurança pública e elogiou a atuação da polícia em seu estado

Neste sábado, 8, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, afirmou que, se o Brasil não combater o crime organizado, corre o risco de se tornar um país “ocupado” por organizações criminosas.

“Ou vamos ter no Brasil a coragem de enfrentar essa situação, ou senão vamos virar uma Venezuela, uma Colômbia, uma Bolívia. Vamos virar esses países todos que já são ocupados. Eles não tem prepostos mais. Os criminais estão no comando do país”, declarou Caiado.

No Fórum Esfera Brasil, realizado no Guarujá, o governador de Goiás proferiu um discurso em um painel sobre segurança pública. Ele estava acompanhado por Cláudio Castro, governador do Rio de Janeiro, Preto Zezé, presidente da Central Única das Favelas (CUFA), Mário Sarrubbo, secretário nacional de segurança pública, e o advogado Pierpaolo Bottini.

Eu sou comandante em chefe das forças de segurança de Goiás, diz Caiado

“Não tentem denegrir o trabalho da polícia de Goiás. Eu tenho a melhor polícia do país. Eu tenho orgulho em dizer que sou comandante em chefe das minhas forças de segurança”, declarou Caiado, respondendo à críticas de Preto Zezé, que tinha acusado a polícia de cometer abusos, como “prisões ilegais”.

Caiado foi aplaudido pelo público do Esfera Brasil que estava assistindo ao painel. As informações são da Revista Oeste.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário