Sergio Moro reitera: ‘Meu papel é fazer oposição’

Sergio Moro reitera: ‘Meu papel é fazer oposição’

O senador Sergio Moro (União-PR) voltou a afirmar, em entrevista ao podcast Diário do Poder (no Youtube, neste domingo) que seu principal papel no momento é de fazer oposição ao governo Lula (PT). Ex-juiz responsável pela operação Lava Jato, que desvendou o maior escândalo de corrupção da História e prendeu, em 2018, o atual presidente da República, o agora senador paranaense se impressiona com a falta de rumo da administração petista: “Lula não tem projeto de País”.

“O único ‘Norte’ que eu vejo [no governo] é o ministro Haddad (Fazenda) querendo cobrar mais tributo para o Lula poder gastar mais”, disse Moro.

“O governo federal não tem política de segurança”, protestou o senador, que foi ministro da Justiça no início do governo Jair Bolsonaro.

A falta de plano para a segurança se comprova pelo número de projetos da área enviados pelo Executivo ao Congresso: “zero”, lembrou Moro.

“Quando o Congresso faz alguma coisa, vem lá o presidente e veta o ponto central do projeto [sobre fim das saidinhas]”, avaliou o senador.


Assembleia Legislativa de São Paulo é a que tem a folha de pagamento mais cara, supera os R$3 milhões (. Foto: Marianna Bonaccini)

Deputados estaduais consomem R$34,4 milhões

Deputados estaduais consomem R$34,4 milhões
Parlamentares das 26 assembleias legislativas estaduais, mais a Câmara Legislativa do Distrito Federal, impõem ao pagador de impostos salgada folha de pagamento: cerca de R$34,4 milhões todos os meses para bancar os belíssimos salários de 1.060 excelências regionais. O elevadíssimo custo é apenas do salário, sem considerar penduricalhos ou verbas de gabinete e cotão parlamentar, que turbinam os ganhos e em alguns casos podem dobrar os salários desses parlamentares.

Deputados estaduais de 22 assembleias legislativas atrelaram os salários a dois terços do valor embolsado por deputado federal.

Só cinco estados (SE, PE, RJ, PR e RS) têm salário menor do que os R$33.006,39 garantidos via indexador, mas o menor é de R$25,3 mil.

As assembleias têm entre 24 e 94 parlamentares. A Alese é a de menor custo, R$607 mil mensais. A Alesp é a mais cara, R$3,1 milhões por mês.

Poder sem Pudor

Conta de somar

Homem sério, o líder mineiro Milton Campos nunca foi daqueles políticos que tentam explicar o inexplicável. Ele perdeu para João Goulart, em 1960, a eleição para vice-presidente da República, que na época não era “casada” com a de presidente. Na expectativa de obter uma avaliação profunda do próprio insucesso, um jornalista provocou: “Dr. Milton, por que o senhor perdeu?” Ele encerrou a conversa mole: “Perdi porque ele teve mais votos.”

O deputado Marcel van Hattem (Novo-RS) acusa fake news de Lula após o petista dizer que a economia voltou a crescer. “A única coisa que voltou a crescer foi a rejeição do descondenado”, disse ele.

O senador Cleitinho (Rep-MG) puxou a orelha dos colegas para que o Senado intensifique trabalho fiscalizador no Ministério da Saúde. Citou caso de cidade com 1,7 mil habitantes que fez 4 mil exames de urina.

Seguidores inundaram de comentários o perfil do neo humorista de rede social Geraldo Alckmin. Alkmin celebrou “macetada” na inflação, mas foi prontamente rebatido e lembrado do tomate, beirando os R$18 o quilo.

A mídia de inspiração governista se refere a Elon Musk, controlador do X, como “bilionário”. Mas não utiliza o mesmo critério para bilionários brasileiros, chamados de “empresários”, como deve ser.

Frase do dia

“Apenas escancara seu compromisso com o crime e a bandidagem”

Eduardo Ribeiro, presidente do partido Novo, sobre o veto de Lula ao fim da “saidinha”

O chanceler israelense Israel Katz deu uma alfinetada no presidente Lula ao acusar o petista de “censurar e distorcer a verdade, “Se alguém deveria ser bloqueado ou censurado no X deveria ser você, Lula”.

A Comissão de Agricultura e Pecuária da Câmara aprovou projeto que endurece a lei e proíbe concessão de crédito rural para invasores de terras. O texto aprovado é do relator José Medeiros (PL-MT).

O governador do Paraná, Ratinho Jr (PSD), celebrou bons resultados do estado na indústria, comércio e serviços. O setor de turismo cresceu 2,1% no início do ano, sete vezes mais do que o desempenho nacional.

A gigante americana BlackRock comemorou o crescimento da carteira de investimentos que gerencia mundo afora: US$10,5 trilhões sob comando da empresa, equivalentes a mais de cinco anos de PIB do Brasil.

…o plano ‘tolerância zero’ foi substituído pelo ‘segurança zero’.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário