Tebet diz que alta de receita está se exaurindo: “Passar disso significaria aumentar imposto”

Tebet diz que alta de receita está se exaurindo: “Passar disso significaria aumentar imposto”

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, reconheceu as dificuldades do governo para cumprir a meta fiscal e disse que a agenda de recomposição de receita está se exaurindo. “Passar disso significa aumentar imposto”, afirmou a ministra a jornalistas nesta terça-feira (2).

Para este ano, o governo corre atrás do déficit zero, e para 2025 projeta um superávit de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), porém, a ministra reconheceu que a meta de alcançar um superávit de 0,5% dependerá de um cenário de arrecadação favorável, o que na sua visão já está se esgotando.

“Já está se exaurindo o aumento do orçamento brasileiro pela ótica da receita. Passar disso significaria aumentar imposto”, disse Tebet ao falar sobre a elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2024-2027.

A ministra também explicou que a sua pasta cuida das despesas, enquanto o Ministério da Fazenda, comandado por Fernando Haddad, cuida da receita.

“Ele (Haddad) tem o lado da receita, nós temos o lado da despesa. Nós ainda [não] nos encontramos para colocar na mesa. A menos B tem que dar zero neste ano. A menos B [para 2025] tem que dar um superávit de 0,5% [do PIB]. Se ele não der um superávit de 0,5%, nós vamos com muita clareza levar isso para a JEO [Junta de Execução Orçamentária] e dizer: ‘Olha, os números não batem, ou nós vamos rever meta, ou não vamos rever meta'”, afirmou.

Formada pelos ministros Rui Costa (Casa Civil), Esther Dweck (Gestão), além de Haddad e Tebet, a JEO é a responsável pelas decisões orçamentárias. O colegiado deverá se reunir na próxima semana para tratar dos números do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2025. A proposta deve ser enviada ao Congresso Nacional no dia 15 de abril.

A partir das medidas de arrecadação aprovadas pelo governo até o momento, o Executivo espera um reforço de R$ 168,3 bilhões em 2024. Como boa parte dessa receita vem de fontes extraordinárias, não há garantia de que essa arrecadação será mantida em 2025.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário