Trump sai na frente em Estados decisivos dos EUA

Trump sai na frente em Estados decisivos dos EUA

Pesquisa divulgada em 13 de maio revela que ex-presidente está à frente na disputa eleitoral em Nevada e Geórgia

A disputa pela presidência dos Estados Unidos, marcada para o dia 5 de novembro, tem seis Estados como pontos chave: Arizona, Geórgia, Michigan, Nevada, Pensilvânia e Wisconsin. Esses Estados, designados como “swing states” ou “Estados pêndulo”, são alvo das campanhas devido à divisão do eleitorado.

O The New York Times, um jornal americano, divulgou uma pesquisa em 13 de maio que mostra que o ex-presidente lidera Joe Biden em Nevada e Geórgia, apesar da competição ser acirrada. A pesquisa também indica um empate técnico entre os dois candidatos nos estados do Arizona, Michigan, Pensilvânia e Wisconsin.

A pesquisa, conduzida pelo Siena College a solicitação do The New York Times e do Philadelphia Inquirer, conversou com 4.097 votantes via telefone de 28 de abril a 9 de maio de 2024, em inglês e espanhol.

Definição dos Estados decisivos

Os “swing states” desempenham um papel crucial na eleição presidencial dos EUA e são também referidos como “battleground states” por causa da acirrada competição por votos. A relação desses estados pode mudar em cada eleição, e não existem critérios estabelecidos para identificá-los, embora alguns fatores sejam levados em consideração.

A identificação de um “Estado pêndulo” envolve a análise do histórico eleitoral para verificar se houve alternância na eleição de democratas e republicanos em eleições recentes. Observa-se também se as vitórias ocorreram com margens estreitas e se as pesquisas apresentam um apoio equilibrado entre os dois partidos.

No ano de 2020, em seis Estados pêndulo, Joe Biden triunfou com uma margem menor que três pontos percentuais, assegurando 79 dos 270 delegados necessários para a vitória. Nos Estados Unidos, o voto é um direito constitucional, não sendo, contudo, uma obrigação.

Sistema eleitoral dos Estados Unidos

Os cargos de presidente e vice-presidente nos Estados Unidos são ocupados através de uma eleição indireta conduzida pelo Colégio Eleitoral, que é formado por 538 delegados, igualando o número total de assentos no Congresso. Após a votação, a contagem dos votos é realizada em cada estado. Em 48 estados e também em Washington, D.C., o candidato que vence recebe todos os votos eleitorais. Contudo, Maine e Nebraska adotam um sistema proporcional.

Um candidato deve garantir pelo menos 270 votos dos delegados para ganhar a eleição presidencial. Embora o vencedor seja geralmente divulgado na noite da eleição em novembro, a votação oficial do “Colégio Eleitoral” acontece em dezembro.

A data de diplomação do resultado das eleições deste ano está marcada para o dia 6 de janeiro de 2025, enquanto a cerimônia de posse será realizada no dia 20 do mesmo mês. As informações são da Revista Oeste.

source
Siga o canal Conexão Libertas no WhatsApp:

https://whatsapp.com/channel/0029Va60fTpHQbS8xzf9zq1M

Siga o canal Conexão Libertas no Telegram:

https://t.me/conexaolibertas


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe um comentário