USP: agronegócio quebra recorde de vagas de empregos

USP: agronegócio quebra recorde de vagas de empregos

O agronegócio manteve os empregos de 28,6 milhões de brasileiros no primeiro trimestre de 2024, um recorde para o setor no período. A conclusão é de uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP).

O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz encabeçou o levantamento. Trata-se do principal campus da USP dedicado ao agro.

As conclusões foram publicadas na terça-feira 9. De acordo com os pesquisadores, o agronegócio brasileiro expandiu as vagas de empregos em 3% no 1º trimestre de 2024, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

O agronegócio e os empregos no Brasil

O setor responde por 26% de todos os postos de trabalho do país. E a maior parte dos empregos gerados por ele está nos agrosserviços, que responde por 10,6 milhões de vagas. Com uma expansão de 9,9%, esse segmento é o grande responsável pela elevação das vagas de trabalho do agro.

De acordo com os pesquisadores do Cepea, os trabalhadores que atuam com agrosserviços atuam em diversas atividades que atendem os segmentos de insumos, agropecuária e agroindústria, incluindo serviços em áreas que vão de transporte, armazenamento e comércio até jurídico, administrativo e contábil.

Leia também

O rendimento médio dos empregados ficou em R$ 2.497 — por volta de 4,6% mais que no mesmo período de 2023. Para os empregadores, houve o crescimento de 1,6%, com a média fechando em R$ 7.274. Com relação aos ganho de quem trabalha por conta própria, houve um aumento de 1,9%, com a cifra fechando em R$ 1.993.

source


Descubra mais sobre Conexão Libertas

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Deixe um comentário